Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 5 de julho de 2009

ETIQUETA- COMO ESTAR BEM VESTIDO



COMO ESTAR BEM VESTIDO

Toda pessoa bem vestida:

- Tem melhor performance
- Impõe respeito

- É bem tratada e bem atendida
- Recebe atendimento preferencial


# VESTUÁRIO E TIPO FÍSICO #

Cada pessoa se veste como pode, como gosta e como se sente bem, desde que leve em consideração:

- seu tipo físico
- sua idade
- sua personalidade

É importante também avaliar:

- cor da pele, dos cabelos e dos olhos
- senso crítico
- bom gosto
- poder aquisitivo

E a vestimenta também muda de acordo com:

- a situação
- o lugar
- o horário
- a companhia

Existem roupas apropriadas para o dia, para a noite, para festas, para o trabalho, assim como para as respectivas estações do ano, portanto, um mínimo de sensibilidade sempre ajuda numa escolha correta e feliz.

A preocupação de muitas mulheres e homens é estar na moda. Moda: a moda muda! Vem e vai.

Varia de acordo com o meio social, com o país, com o Estado ou com a região.

Geralmente é inspirada em alguma personalidade, algo ou alguém.

Estar na moda nem sempre significa estar atualizado.

Senso e bom gosto são ingredientes básicos que nunca sairão de moda. Um blaiser, uma pantalona, um tailleur, uma saia à altura do joelho, uma calça de pregas estarão sempre na moda.

Roupas simples podem ser transformadas e valorizadas com o uso de acessórios adequados, desde que usados com propósito.


# SENSUAL X VULGAR #

Há uma grande diferença entre parecer sensual e vulgar na forma de se vestir.

Uma roupa sensual, seja marcada por um decote, corte, caimento, cor, transparência ou modelo, não compromete a integridade e a moral de quem a veste, desde que combine com a personalidade, o estilo e o jeito de ser de quem usa.

A postura correta, o andar tranqüilo e os movimentos harmoniosos valorizarão todo o conjunto, que não deve ser julgado separadamente. Uma roupa com um detalhe comprometedor em evidência, como saia ou vestidos excessivamente curtos, decotes extravagantes, cores berrantes ou transparências do tipo segunda pele podem vulgarizar uma pessoa que não tenha estes requisitos, principalmente se ela não equilibrar o visual com um penteado e uma maquiagem adequada.

Com uma roupa de modelo ousado, a maquiagem e o penteado devem ser discretos. Tudo para manter o equilíbrio e para que um não comprometa o outro.

Sensual é insinuar sem mostrar. Tudo o que fica gratuitamente exposto perde a graça. Uma saia com abertura que mostra e, ao mesmo tempo, esconde as pernas de uma mulher enquanto ela caminha cria um ar de sedução e curiosidade. Uma saída triunfal da praia ou piscina envolvendo nos quadrís uma canga é muito mais sensual do que uma mulher que atravessa a rua ou vai ao mercado com pernas, barriga e quase tudo à mostra.

Com uma mini-saia, uma blusinha discreta; nunca pernas, barriga e braços expostos. Tente manter o equilíbrio para não despertar segundas intenções

sábado, 4 de julho de 2009

ETIQUETA- ROUPA E ELEGÂNCIA







# ROUPA E ELEGÂNCIA #

A roupa deve estar diretamente ligada aos fenômenos sócio-culturais, políticos, econômicos e psicológicos da pessoa, além de oferecer bem-estar e satisfação interior. Esta tarefa se torna fácil quando se tem o auxílio da democracia da moda e quando se tem certos cuidados com corpo, mente e espírito.

Ser elegante não é só se preocupar com o vestir, uma vez que a elegância é o foco externo da forma de vestir; viver em estado de elegância é questão de inteligência e sensibilidade. A elegância na indumentária requer considerações como tipo físico, idade, tipo de personalidade, estilo de ser e de viver, ocasião, situação, lugar, clima, horário...

A elegância é um conjunto harmonioso de gestos, atitudes, expressões, palavras, tom de voz, procedimentos civilizados, normas de conduta, postura física e de vida, bom gosto, senso, discrição...

# GUARDA-ROUPA BÁSICO #

Para manter um guarda-roupa prático, econômico e equilibrado, preste atenção nos seguintes detalhes:

- um guarda-roupa básico é baseado numa cor básica, neutra

- deve ser complementado por echarpes, blusas e acessórios que realçam e valorizam a roupa

- roupas de cores discretas

- roupas de cores escuras, que sujam bem menos do que as cores claras


# CORES #

As cores básicas são:

Cinza
Em especial o cinza chumbo, que pode ser usado em todas as estações do ano e é facilmente transformado com o uso de acessórios. Há diversas tonalidades desta cor, de fácil combinação com o preto e o azul marinho.

Preto
A cor básica e preferida pela maioria das pessoas. Combina com todas as cores e dá a impressão de emagrecer a silhueta, aparentando uma certa elegância.
É importante experimentar uma peça de roupa desta cor durante o dia para se certificar a respeito da palidez que ela pode causar por conta do seu tipo de pele.
O preto é uma cor permitida também no verão, desde que em tecidos, cortes e modelos apropriados.
O preto é vedete na noite.

Bege
As peças dessa cor se sujam com muita facilidade, assim como todas as roupas de cores claras. É a cor menos flexível para a noite. É alternativa para o guarda-roupa de verão e é de fácil combinação com acessórios nas cores preto e marrom.

Marrom
É a cor menos prática das consideradas básicas e não muito apropriada para a noite. De fácil combinação com o bege e o preto.

Azul marinho
Cor sóbria, clássica e preferida pela maioria dos homens e mulheres de negócios.

Branco
Cor básica, alternativa e complementar. Os acessórios desta cor podem fazer um contraste perigoso, dando um efeito negativo a sua produção. Nem sempre, como muitas mulheres imaginam o branco combina com o preto.

Você pode:
- usar um vestido branco com uma bolsa preta

Mas evite:
- usar uma roupa preta com uma bolsa branca.
- usar roupa preta com meias brancas
- usar roupa preta com sapato branco ou marrom


# ALGUNS CUIDADOS NA HORA DE SE PRODUZIR #


Use no máximo três tons de cores diferentes.

Estando com uns quilinhos a mais, evite roupas justas, coladas no corpo ou decotes extravagantes.

Certifique-se que o seu blazer não termina exatamente no comprimento da saia ou do vestido; deixe que a saia ou o vestido tenha pelo menos quatro dedos de destaque com relação ao blazer.

Evite usar calça de cintura alta com top ou mini-blusa, pois essa combinação dá a ilusão de maior comprimento das pernas, diminuindo a parte superior do corpo.

Abrigos de moletom só devem ser usados para a prática de exercícios.

Cuidado com estampas diferentes; tente manter o equilíbrio usando um tom neutro para contrabalancear.

Evite deixar as alças do sutiã aparecendo quando usar blusa ou vestidos de alça fina.

Não use sapatos brancos ou marrons com roupa preta.

Roxo só combina com preto ou branco; não use com outra cor.

Com calças muito justas ou vestidos colados no corpo, evite o uso de lingerir marcante que chame muita atenção.

ETIQUETA- MODO DE ANDAR


,
Modo de andar

Não use o pretexto de estar sem salto ou calça comprida para adquirir o hábito de andar a passos largos, de fechar as portas com o pé ou de subir os degraus da escada quatro a quatro. Você deve andar com elegância, calma e desembaraço: Não pise com a ponta dos pés nem com os calcanhares; o pé pisa por inteiro para distribuir o peso do seu corpo de forma a ter a postura correta. Os ombros devem estar na curvatura normal, sem sacudir. O tórax deve ser mantido firme e os braços devem cair suavemente ao longo do corpo. Lembre-se: seu andar deve ser natural.

Modo de sentar

Poltrona não é cama. Não se jogue sobre ela como se estivesse sempre cansada (o). Isto revela pouca educação. Adquira o hábito de sentar corretamente. Corrija as costas, não separe os joelhos, arrume a saia discretamente e apóie-se bem contra o encosto para evitar má postura.

ETIQUETA- AS BEBIDAS


As Bebidas
Bebida alcóolica. O copo de coquetel ou drinques aperitivos não são levados para a mesa de refeição. Igualmente não se solicita bebida destilada (whisky, cognac, etc.), nem bebidas alcoólicas doces (licor, vinho do porto, etc.) como acompanhamento dos pratos principais. O acompanhamento em um jantar formal sempre foi principalmente o vinho. Deve-se beber apenas o que é oferecido como acompanhamento a cada estágio da refeição, no momento oportuno. O anfitrião oferecerá bebidas destiladas quando forem exigidas por pratos especiais (sakê, para comida japonesa, cachaça para feijoada e churrascos gordurosos, etc.)


Brindes e discursos. Uma pessoa educada é capaz de proferir palavras de saudação, brinde ou discurso quando solicitada a fazê-lo em um almoço ou jantar, ou quando percebe que é oportuno e esperado que tome tal iniciativa. O brinde por isso é um tópico de Boas-maneiras à mesa tanto quanto à postura para o seu pronunciamento quanto ao modo de corresponder ao gesto quando ele é proposto.
Não se deve encher até a borda os copos de vinho, com exceção do champanha. Deve-se deixar um espaço entre o nível do líquido e a borda do copo, espaço dentro do qual se desenvolve e expande o buquê (aroma típico de cada vinho).
Encher em demasia os copos ou os cálices é pouco delicado. Não há uma justa medida. Pode-se, porém, aconselhar o seguinte: vinhos brancos - até o meio; vinho tinto - dois terços do copo. É preferível repetir a fazer o copo transbordar.
Um vinho ou uma cerveja basta para acompanhar um repasto. Ninguém é forçado a tomar "drinks" sob pretexto de abrir o apetite.
No inverno, no entanto, sobretudo no jantar, se oferece um Martini ou um vermute.
O vinho branco é servido para acompanhar o peixe. Para carnes, o vinho tinto é mais apreciado.
O champanhe só é tomado, em geral, em almoços ou jantares festivos.
No entanto, nem todos gostam de álcool. Para os abstêmios serve-se água mineral, sucos de frutas ou refrigerantes.
Nunca se toma uma bebida à mesa estando com a boca cheia e sem antes limpar os lábios com o guardanapo.

ETIQUETA- MESA DO CAFÉ







MESA DO CAFÉ DA MANHÃ

Embora nos brunchs - invenção americana que mistura café da manhã (breakfast) com almoço (lunch) - sejam usados pratos maiores, no café da manhã, as louças e talheres são de sobremesa. Se os cereais fizerem parte do cardápio, é preciso incluir uma colher de sopa entre os talheres e colocar um prato embaixo da tigela, que nunca deve estar diretamente sobre a mesa.

O pratinho de sobremesa deve ficar na direção de quem toma o café, distante no máximo 5 centímetros da borda da mesa. Isso evita que migalhas de pão, frios, queijos ou bolos caiam sobre a toalha. A xícara com o pires é colocada um pouco acima do prato, à direita. Facas e colheres ficam à direita do prato e garfos à esquerda.

O cardápio deve ser servido na seguinte ordem:

- frutas e sucos
- ovos mexidos e cereais
- pães, frios, geléias e queijos
- doces

sexta-feira, 3 de julho de 2009

ETIQUETA- COMO SE COMPORTAR


Todo mundo sabe que colocar o cotovelo na mesa numa refeição formal não é nada elegante, mas há muito outros detalhes além do seu cotovelo. Veja o que é ser elegante, e fuja das gafes. O bom comportamento em casa ou em qualquer lugar te torna mais seguro, até mesmo nos momentos mais constrangedores, te deixando mais à vontade e com o controle da situação.

Sentar-se à mesa
É a dona da casa quem dá o sinal para que os convidados se levantem e sigam para a mesa. Chegando à mesa, espere que ela lhe diga qual o lugar que deve ocupar.
Não faça - Não demore demais para atender ao chamado. Mas também não se precipite e nem se sente no primeiro lugar que lhe agradar, como no lugar da dona da casa, que é a cadeira da extremidade.

Os talheres parecem instrumentos cirúrgicos! O que eu faço?
Tudo é arrumado na mesa para auxiliá-lo durante a refeição e os talheres são distribuídos na ordem de seu uso, de fora para dentro. Portanto, vá utilizando naturalmente os mais próximos do seu alcance. Mas, se alguma dúvida persistir, espere um pouco e observe alguém.
Não faça - Não pegue um talher para depositá-lo imediatamente ou trocá-lo por outro, nem faça comentários em voz alta sobre qual talher deverá ser usado.

Como se comportar
Limpe discretamente a sua boca antes de usar os copos para evitar que manchas de comida fiquem no copo, isso poderá causar efeitos desagradáveis em quem estiver próximo de você. Quanto aos talheres, segure a faca com a mão direita, com o dedo indicador mais próximo da lâmina sem encostar, e, enquanto estiver utilizando a faca, maneje o garfo com a mão esquerda. Tratando-se de uma comida que não necessite ser cortada, utilize o garfo com a mão direita. Os alimentos são cortados à medida que se come. E a sopa se toma com a colher de lado, e não colocando a ponta na boca.
Não faça - Picar todos os alimentos para depois comê-los só com o garfo ou colher, lembre-se que você não está num boteco. Ficar "passando" com os talheres da mão direita para esquerda ou vice-versa. Não beber a água, ou o vinho todo de uma vez. Não sopre a sopa para esfriá-la.

Eu versus Comida
Parece que inventaram alimentos para criar vexame, mas tenha calma você não precisa se sentir um cirurgião com tantas ferramentas na mesa à sua frente. Não se deixe intimidar. A salada deveria vir em pedaços de dimensão ideais mas caso isso não ocorra, corte as folhas com o garfo ou dobre-as sempre com garfo. A forma correta de se comer um coquetel de camarão é usando a colher para o molho e pedacinhos de camarão e a mão para os camarões maiores (sim, comer com a mão nem sempre é gafe). Mamões e melões cortados ao meio comem-se com a colher.
Não faça - Evite "lutar" com a comida, demonstrando esforço ao cortar ou erguendo muito os cotovelos. Não se debruce sobre o prato, leve o garfo até a sua boca. Não se sirva de grandes bocados de cada vez como uma folha de alface inteira. Não faça ruídos ao mastigar. Não fale de boca cheia. Se houver uma comida de que você não gosta ou não quer se arriscar, não a recuse; sirva-se de uma porção mínima, coma o que puder e deixe o resto no prato, ou seja, disfarce, diga que está em regime. Porém, com certos alimentos como a alface, seria péssima idéia dizer que está de regime para evitá-la.

O bate papo à mesa
Se você estiver conversando, dê um tempo para a sua mastigação, antes de falar qualquer coisa, para evitar que pedaços de alimentos respinguem na cara da pessoa que está ao seu lado.
Não faça - Não converse só com a pessoa mais conhecida ou mais bonito(a). Não fale alto demais e jamais dê risadas escandalosas, principalmente quando estiver com comida na boca. E não fale sempre com o rosto voltado para o prato. .
E agora?
Restando um pouco de molho ou sopa, abandone, a não ser que queira lamber o prato e ser expulso da casa. Não há problema algum em deixá-lo no prato.
Como conduzir-se frente à lavanda - Eventualmente o garçom irá colocar à sua frente uma tijela de vidro ou de outro material sobre um prato. Você deverá usá-la para molhar somente as pontas dos dedos e colocá-la à esquerda do prato, isso serve para limpar os dedos quando você come algo gorduroso com as mãos. Se o garçom colocá-la à sua
esquerda, utilize-a depois de ter comido.
Que vontade de fumar! - Que vontade de fumar! - De preferência, não, mesmo que a dona da casa coloque cinzeiros e cigarros à mesa. Os que não fumam, com certeza não irão gostar da sua idéia.
Derramei a bebida na mesa, e agora? - Evite exagerar o seu constrangimento. Peça desculpas à dona da casa moderadamente (não precisa se ajoelhar para pedir desculpas). Certamente ela te colocará à vontade.
Derramei comida no colo! - Se for coisa pequena, limpe discretamente com o guardanapo e deixe assim mesmo. Em caso de desastre maior como derramar a sopa inteira, peça licença a todos e vá limpar-se no banheiro. E não fuja de vergonha.
Se derramarem comida em você - e o garçom ou o vizinho mancharem sua roupa com comida, não faça escândalo. Diga com naturalidade e displicência, que não há importância e que não foi nada, mesmo que o seu vestido tenha saído uma fortuna para aquele jantar especial. Melhor dessa forma pois agir com ignorância não vale a pena. Se puder, diga algo divertido para aliviar o constragimento do desastrado. Seguramente alguém elegante fará o mesmo para você caso você derrame comida em alguém.
Se cair alguma coisa? Como talheres? - Não se debruce para pegar o talher. Peça outro discretamente ao garçom, pois dessa maneira muitos convidados nem irão perceber.
Jamais faça- Começar a comer antes da dona da casa. Comer feito um leão. Comer devagar demais, atrasando todos, ou depressa demais, acabando antes de todos. Jamais monopolize a conversa até mesmo daqueles que estão distantes falando de algo que te interesse. Não diga "ESTOU FAMINTO", não palite os dentes, não elogie os utensílios, talheres e nem fique olhando a marca nas costas do prato, etc.
Então como devo agir? - Mantenha-se sempre natural e com leveza. Elogie discretamente a comida, mas não todas e, sim, a que realmente lhe agradar. Fique sempre atento ao garçom, para facilitar seu trabalho de serví-la pela esquerda e tirar os pratos pela direita. Beba e coma com moderação.

Poxa, tudo isso para ser elegante?Sim, há muitos outros detalhes mas não tenha medo, deixe a vergonha ou timidez de lado pois errando ou acertando, podemos aprender. Errar é humano.

ETIQUETA- COMO COMER OS ALIMENTOS


Como Comer os Alimentos
Alface e folhas em geral
Não se deve cortar folhas de alface ou de quaisquer outros tipos de folhas, mas se necessário você poderá rasgar a folha, para em seguida dobrá-la em forma de “trouxinha”.


Azeitonas
Se fizer parte do couvert, come-se com a mão, devolvendo o caroço à mão em forma de concha. Quando a azeitona fizer parte do prato que foi servido, você devolverá o caroço no garfo, mas em ambos os casos você depositará o caroço no canto do prato, ou na caroçadeira que estiver a sua frente.


Batatas
As batatas cozidas, fritas e/ou "sautés", devem ser comidas com o auxílio do garfo; já as batatas "chips" podem ser comidas com o auxílio das mãos.


Pão
Na hora de comer o seu pedacinho de pão à mesa, saiba que não poderá cortá-lo com a faca e sim com a ajuda das mãos.

Sanduíches grandes
Deverão ser comidos com auxílio do garfo, os pequenos poderão ser comidos com as mãos.


Consommé ou Soupé
O comsommé ou soupé é servido em um recipiente que tem duas alças, parecendo com uma xícara. A forma correta de tomar comsommé ou soupé é com o auxílio da colher de sopa. Há pessoas que costumam tomá-lo segurando a "consomeira" pela duas asas.


Frango
Não se deve comer frango com as mãos, por mais descontraída que seja a ocasião. Se o frango estiver sendo servido à mesa, você o comerá com garfo e faca, mas para não deixar outras pessoas constrangidas você poderá segurá-lo com as mãos, protegendo-as com um guardanapo de papel.


Macarrão (spaghetti, taglierini)
Deve ser enrolado no garfo e comido com o auxílio de uma colher, segura pela mão esquerda. Não se deve cortar o macarrão para comê-lo.


Mexilhões
Retira-se o mexilhão de dentro da casca com ajuda de um garfo próprio para comer mexilhões. Se ele for servido fora da casca, você usará o garfo de peixe.


Frutas
Frutas frescas na mesa é um hábito saudável, e para torná-lo mais saudável e agradável, vamos aprender como comer essas frutas (Obs.: Ë necessário que se coloque um tigelinha acima do prato da fruta e do lado esquerdo; dentro
desta tigela estará a lavanda que deverá ser usada logo após você terminar de comer a fruta.):

Abacaxi
É apresentado em rodelas. Com o garfo e a faca você come aos pedaços, deixando a parte rija.


Abacate
Em reuniões íntimas, você deve comê-lo com a colher de sobremesa. Mas se for apresentado inteiro, com a ajuda da faca você deve cortá-lo ao meio, tirando o caroço com a ajuda da colher e acrescentando açúcar se desejar.


Laranja
Quando servida inteira e já descascada, come-se de garfo e faca, tirando os gomos. Se a laranja vier inteira, mas sem estar descascada, o procedimento correto é : fixa-se o garfo no alto da fruta, e com o garfo vai-se descascando a fruta em pedaços, de cima para baixo.


Morangos
Morangos graúdos necessitam de garfo e colher para que não escorreguem no prato. Quando servidos sem cobertura de chantilly, deverão estar à mesa em uma bonita travessa, sob raspas de gelo.


Manga
É cortada nos quatros lados do caroço, e comida com ajuda do garfo e da faca : raspa-se a polpa da fruta com a faca para comer com o garfo.


Uvas
São comidas com os dedos. Com a mão em concha, retire as sementes da boca e deposite-as na beira do prato. Ameixas, cerejas, amoras e jabuticabas comem-se da mesma forma.

ETIQUETA- Á MESA



À mesa

Serviço: pode-se começar a comer após algumas pessoas terem sido servidas, se o serviço for lento.

Guardanapo: colocar no colo, durante a refeição, aberto totalmente ou não, conforme o tamanho. Usá-lo sempre antes de levar o copo ou o cálice à boca. No final, colocá-lo ao lado do prato, sem dobrar mas também sem o amarrotar.

Talheres: os que estão mais longe do prato são os primeiros a usar e, naturalmente, os últimos são os mais próximos do prato. Não se limpam os talheres com o guardanapo, antes de serem usados. Ao parar de usar os talheres, estes devem ser colocados sobre o prato (a faca na borda) e os cabos nunca apoiados na mesa. Acabando de comer, colocam-se sobre o prato, no sentido perpendicular à borda da mesa.

Garfo e faca: no Brasil usa-se mais a regra de usar o garfo sempre na mão esquerda, à maneira européia. Usando-se a faca e o garfo ao mesmo tempo, seguram-se ambos da mesma maneira, isto é, a extremidade dos cabos na palma da mão, apoiando-se o índex pouco aquém da lâmina da faca ou dos dentes do garfo.

Colher: deve encher-se a colher num movimento contrário à direção da borda da mesa, sempre de lado, posição esta em que deverá ser levada à boca.
A disposição dos talheres obedece à ordem seguinte:
À esquerda do prato de fora para dentro:

1. Garfo para peixe;

2. Garfo para carne;

3. Garfo para salada; se for servida;

À direita do prato de fora para dentro:

1. Garfo para “hors- dóuvre”;

2. Colher para sopa;

3. Faca para peixe;

4. Faca para carne (a que fica sempre junto ao prato).

Copos: são colocados na mesa de acordo com o tamanho do copo e não pela ordem em que vão ser utilizados, para que uns não escondam os outros. É correto arrumá-los da maneira seguinte:

1. Copo para água, à direita do prato e acima das facas;

2. Taça de champanhe, a pequena distância do primeiro;

3. Copo para vinho branco, haste longa, colocado em frente e entre os dois primeiros;

4. Copo para Porto ou Xerex, diante do terceiro um pouco à direita.

Esta ordem, no entanto, não é obrigatória, mas deve respeitar-se a harmonia entre tamanho e a precedência das bebidas.

Salada: antes de se servir, reparar se há prato e talheres especiais para a mesma, normalmente colocados ao lado do prato de jantar.

Porções: não é exigido que se coma tudo que se põe no prato, nem obrigatório deixar um resto de comida.

Pão: parte-se com as mãos em pedaços pequenos, passa-se a manteiga e leva-se à boca com a mão.

Sal e pimenta: é correto usar estes ingredientes, mesmo num jantar de cerimônia.

Espinhas, ossos, azeitonas, etc.: a mesma colher que levou o alimento à boca deverá devolver os restos ao prato, como no caso de caroços de frutas em calda. Se for usada a mão (azeitonas ou uvas, entre outras) pode a mesma retorná-los ao prato. Espinhas e ossinhos, de modo discreto, voltam na mão para o prato.

Outras regras: todos sabem que não se deve colocar os cotovelos sobre a mesa, mas também não é bom assumir uma posição de estátua. Ao aceitar um prato, nada se diz, mas quando se o declina é de bom tom dizer: não, muito obrigado. Os copos levam-se à boca segurando-se pela base de seu arqueado e nunca pelas bordas. Não é correto elogiar a comida ou a maneira como foi preparada. Também uma conversa não deverá provocar discussões sobre assuntos políticos, religiosos ou de qualquer natureza que possam de algum modo suscetibilizar algum dos presentes e, muito menos, gesticular com o talher quando se fala. Se mastigar com a boca fechada é preciso lembrar, é de bom tom, no entanto, que se coma devagar, mastigando bem os alimentos, até porque é feio mesmo, usar palitos que, aliás não devem existir em qualquer recipiente sobre a mesa.


Ao levantar da mesa: o prato não deve ser empurrado, depois de arrumados os talheres sobre ele.

Maçã – uma curiosidade sobre esta fruta: por tradição histórica, nas mais refinadas mesas ou ambientes, a maça é motivo de decoração, por aliar suas belas cores ao seu aroma delicioso. E por lembrar o fruto proibido que Eva, seduzida pela serpente, colher da árvore da sabedoria. Mas nem todos sabem que é chamada, também, de fruta-pão. Assim, numa refeição de cerimônia, a maça deverá ser saboreada, pois quem o fizer demonstrará que ficou satisfeito com as iguarias que foram servidas.

ETIQUETA -TALHERES


TALHERE

* use a faca comum para cortar carnes e aves, partindo-se um pouco de cada vez
* você não precisa ficar segurando os talheres o tempo todo descanse-os sobre o prato
* ao levar comida a boca o grafo nunca deve estar muito cheio
* ao terminar, coloque a faca e o garfo paralelos, com os cabos voltados para o lado.

PS:
usar palitos de dente em qualquer jantar é super brega e inadmissível na regra da etiqueta.



















Forma correta de arrumar os talheres.(10 talheres no total).











Dando intervalo com a comida (sempre deixando a faca virada para o seu lado, e o garfo como se mostra na figura).










Esta posição do garfo e da faca se chama “cruzar os talheres”, significa que você já terminou de comer.

















Para ficar mais fácil de arrumar a mesa, siga como se mostra no desenho.

ETIQUETA -COQUETEL


COQUETEL

Coquetel não é uma festa de arromba. Deve- se servir canapés, coxinhas, e pequenos salgadinhos (todos os salgadinhos devem ser pequeno). Os coquetéis são ótimas ocasiões para conhecer pessoas em um ambiente descontraído.

•Se for a um coquetel, forre o estômago antes de sair de casa, num coquetel geralmente você ira comer cinco ou pouco mais salgadinhos. Beba pouco, justamente por ser informal, as pessoas tendem a extrapolar, e também para não morrer de arrependimento no dia seguinte. Use e abuse dos guardanapos, mais desagradável do que apertar uma mão molhada só mesmo uma mão engordurada. Localize o cinzeiro antes de acender o cigarro, os cinzeiros nesses eventos ficam quase invisíveis. Saiba quem é o homenageado, se for um lançamento de um livro ou uma abertura de mostra de arte, um mínimo de informação sobre o autor ou artista em questão é recomendável. Faça as apresentações, sempre que uma pessoas se junta a um grupo, convém apresentá- la. Com nome e sobrenome, cargos estão dispensados, a não ser que seja evento de trabalho. Troque cartões só no final da conversa, é mais delicado. E só faça isso quando sentir que é necessário. Não é o caso de sair pelo salão distribuindo cartões. Vá embora cedo, coquetéis por definição terminam lá pelas 9 e meia da noite.
•Se você for o anfitrião do coquetel, deixe tudo preparado e contate um garçom para cuidar de servir tudo, para que você possa dar atenção necessária aos convidados. Deixe as bebidas expostas para que cada um se sirva, mas lembre-se só as bebidas deverão ficar expostas, os salgadinhos fica por conta do garçom.

ETIQUETA- JANTAR AMERICANO (SELF-SERVICE)


JANTAR AMERICANO (Self- Service)

Receber mais de oito pessoas para um jantar é praticamente impossível para quem vive em apartamentos de living conjugado com a sala de jantar, onde o espaço destinado à mesa é reduzido. Além disso, servir dez ou doze pessoas requer o auxílio de um garçom treinado, o que nem sempre é fácil de se obter.

O jantar americano é, como o próprio nome indica, uma invenção informal dos nossos práticos vizinhos, hoje universalmente adotada. Em princípio, você precisa ter apenas uma mesa que poderá ser substituída pelo aparador de sua sala de jantar. Nela serão colocados, na ordem de utilização:

1.Guardanapos
2.Pratos para o serviço
3.Alimentos frios
4.Alimentos quentes
5.Saladas (se for o caso)
6.Pão
7.Talheres
As bebidas e os copos ficarão numa mesa auxiliar, onde todos se servirão, quando o desejarem.

O convidado encontrará sobre a mesa (que está encostada à parede), numa ordem funcional, guardanapo e os diversos itens do serviço, tudo devidamente alinhado de maneira a que, quando atingir a extremidade oposta, já se tenha servido de tudo, podendo, então sentar-se para saborear a refeição.

Se os convidados forem muitos, coloque a mesa no centro da sala e duplique o serviço, ou seja, reproduza, do outro lado da mesa, arrumação idêntica (guardanapos, pratos, etc.), com o que duas pessoas poderão servir-se simultaneamente.
Não aconselhamos, em jantares americanos, alimentos que necessitem ser cortados, pois, em geral, não há muito lugar para colocar o prato e os talheres enquanto se faz isso, e cortar a carne vai requerer de seus convidados verdadeiros prodígios de equilíbrio. Cuidado, então, ao planejar o cardápio: um strogonoff ou um salpicão de galinha são bem mais indicados do que um rosbife.

ETIQUETA -JANTAR INFORMAL


,
JANTAR INFORMAL

Um jantar informal não pode e nem deve ser mal servido. Dispensa, apenas, o formalismo de um serviço à francesa que requer alguém capacitado para executá-lo. Você deverá contar com a ajuda de uma copeira, apenas para colocar e retirar os pratos, nada além do que isso.

Eis os pontos importantes que devem ser levados em consideração:

1.Não servir mais que quatro pratos, incluídos queijos e sobremesas.
2.Alternar pratos frios e quentes para que não haja o problema de se manter uma quantidade enorme de alimento previamente aquecida.
3.O primeiro prato (entrada), seja ele frio ou quente, já deverá estar servido quando os convidados se dirigirem à sala de jantar, o que evitará um trabalho extra para a copeira.
4.Programar a sobremesa de modo a que possa ser servida em pratos individuais, os quais já estarão arrumados na cozinha aguardando o fim do jantar.
5.Sirva o café e os licores na sala (hall). É mais simpático e mais interessante, pois evita que os convidados permaneçam à mesa, esperando que a copeira retire os pratos da sobremesa. Entretanto, não constituirá qualquer deslize da boa etiqueta se o café for servido à mesa, ficando ao seu critério a adoção de qualquer das duas formas.
O arranjo de mesa requer, naturalmente, uma atenção especial, embora seja dispensado o requinte que se exige para um jantar formal.


A toalha pode ser um linho cru, um tecido adamascado ou mesmo um alegre estampado. Este último, no entanto, ficará melhor para um almoço. Serviços americanos mais finos também vão bem.

A colocação dos pratos e talheres é a normal, ou seja, os pratos de serviço deverão ficar a 2,5cm da borda da mesa. Colocam-se, então, os talheres com a faca e a colher de sopa à direita e o garfo à esquerda. O garfo e a colher de sobremesa serão colocados acima do prato ou poderá vir da cozinha, quando a sobremesa for servida.

Se você vai apresentar, além da sopa, um prato de peixe e outro de carne, não deverá esquecer de colocar os talheres para o peixe. Nesse caso, a disposição será a seguinte: à direita, colher de sopa, faca de peixe e faca de carne. À esquerda, de dentro para fora, garfo de carne e garfo de peixe. A lógica nessa disposição é que os talheres são apresentados na ordem em que serão usados.

No caso de servir uma salada para acompanhar ou depois do prato principal, coloque um pratinho para a mesma à esquerda do prato de serviço, com o do pão um pouco mais acima. Nesse último, deve-se colocar uma faca pequena para servir a manteiga.

A sopa pode ser servida em pratos ou em xícaras próprias para caldos. No último caso, esta deverá vir acompanhada de um pires, sendo colocada sobre o prato de serviço. Coquetéis de fruta ou de camarão serão servidos em taças especiais, sobre pratinhos, também colocados sobre o prato de serviço.

Onde colocar e como dobrar guardanapos? Já houve tempo em que era de bom tom dobrar-se o guardanapo cuidadosamente, em forma de flor ou quantas outras figurações o engenho da dona da casa pudesse conceber. Hoje, você precisa apenas dobrá-lo retangularmente e colocá-lo centro do prato. Se a sopa ou outra entrada qualquer já estiver posta, o guardanapo, então, será colocado à esquerda do prato, logo depois dos talheres.

Os copos ficarão acima do prato, ligeiramente à direita, também na ordem de sua utilização, com o da água um pouco mais para dentro e o do vinho mais para fora.

Se é você e seu marido que irão servir, pode ser adotada a maneira americana pela qual é o anfitrião que se encarrega de trinchar (pouco provável, uma vez que a comida, em geral, já vem cortada da cozinha) e servir o prato principal e seu acompanhamento, enquanto que a dona da casa passa a salada, serve as bebidas e a sobremesa. O carrinho de chá, ou a mesa auxiliar, deverá estar à sua direita e sobre ele ficarão o prato de salada, a sobremesa, as xícaras e o bule de café (se este vai ser servido à mesa).

O anfitrião serve o prato que está na sua frente, passando-o para a dona da casa que o substitui pelo seu, que está vazio. O prato servido é apresentado ao convidado que lhe fica à direita, do qual recebe um prato não utilizado. Repete-se a operação, servindo sempre à direita.

Achamos, no entanto, que inverter os papéis é de toda a conveniência, deixando ao anfitrião apenas o trabalho de servir as bebidas e passar a salada. O trabalho da copeira, nesse caso, se resume em retirar os pratos servidos e trazer da cozinha as travessas com os alimentos.

Existe, ainda, a possibilidade de usar a copeira para servir o prato principal, que já vem da cozinha devidamente trinchado e arrumado em uma bandeja ou travessa. Ela, então, o apresentará, pelo lado esquerdo, ao convidado que está sentado à direita da dona da casa, continuando a servir nessa direção.

Quanto aos lugares à mesa, um jantar informal dispensa uma colocação rígida à mesa, elaborada de acordo com a importância dos convidados. Apenas, se houver uma pessoa mais idosa, devemos fazê-la sentar à direita dos anfitriões, numa deferência perfeitamente compreensível.

Como se vê, um jantar informal pode ser servido corretamente de diversas maneiras, bastando selecionar entre elas a que mais se adapta ao seu caso particular.

ETIQUETA- JANTA FORMAL


JANTAR FORMAL

Em primeiro lugar, falemos sobre a mesa. Para vesti-la, toalhas de linho adamascado em tons pastel, organdi ou linho bordado. Serviços americanos, somente os de renda fina ou organdi.

Os guardanapos são dobrados ao comprido e colocados sobre o prato de serviço ou ao lado esquerdo do garfo, se o primeiro prato já estiver servido.

O prato de serviço é colocado a 2,5 cm da borda da mesa. Pratinhos para pão e manteiga, em geral, não são usados. Mas se forem, ocuparão o lugar normal, à esquerda do prato de serviço. A colocação dos talheres obedecerá o planejamento do cardápio, ou seja, serão arrumados de fora para dentro, na seqüência em que serão utilizados.

Regra geral: À direita coloca-se a colher de sopa, a faca de peixe e a faca de carne. À esquerda, também de fora para dentro, põe-se o garfo de peixe, o garfo de carne e o garfo de salada. Se forem servidas ostras (que deverão ser sempre o primeiro prato), deverá ser colocado, à direita da colher de sopa, um garfinho especial para esse tipo de marisco.

O copo para água e um ou dois para vinhos serão colocados acima do prato, ligeiramente à direita, com o copo para água mais para dentro. O de vinho tinto vem a seguir, ficando o de vinho branco na extremidade. Taças de champanhe ocupam um segundo plano, uma vez que esta bebida é servida por último. Em algumas ocasiões, no entanto, serve-se champanhe durante toda a refeição. Nesse caso, não haverá copos para vinho. Apenas um copo para água acompanhará a taça.

Os talheres de sobremesa serão colocados na mesa quando esta for servida.

Fumar à mesa, prejudica o paladar das iguarias que vão ser servidas. Portanto, os verdadeiros mestres da cozinha não admitem essa liberdade. Mas fumar é, atualmente, um hábito muito generalizado, sendo muitos os anfitriões que não se incomodam com o fato dos convidados fumarem à mesa. Se for este o seu caso, coloque cinzeiros individuais em cada lugar ou coloque-os entre cada dois convidados. Isto colocará os convidados à vontade para fumar.

ETIQUETA- SERVIÇO Á FRANCESA








SERVIÇO À FRANCESA

Se você pretende fazer um jantar formal com um serviço à francesa, é indispensável que você possa contar com uma ou duas pessoas (duas, se você tiver que servir mais de oito pessoas) habilitadas para o serviço.

Eis as regras gerais que não devem ser esquecidas:

1.O garçom serve primeiro a convidada à direita do anfitrião, continuando sempre à direita, atendendo as senhoras. Chegando a vez dos convidados, começará pelo que estiver à direita da dona da casa, continuando o serviço à direita. Alguns exigem que os anfitriões sejam servidos em último lugar. No entanto, é perfeitamente normal que eles sejam atendidos pelo garçom à medida que o mesmo faz a volta à mesa. Este serviço ficará melhor se for executado por dois garçons, os quais, partindo cada um da direita dos donos da casa, servem convidados e convidadas, terminando nos anfitriões.
2.Colocar e oferecer pratos sempre pelo lado esquerdo do convidado. Pela direita, servem-se as bebidas e removem-se os pratos servidos, evitando tomar a frente de quem estiver sentado.
3.Para oferecer a comida, o garçom deve segurar a travessa na palma da mão esquerda, apresentando-a lateralmente ao convidado. Se a travessa estiver muito pesada, é perfeitamente próprio usar a mão direita para dar apoio. Os talheres de servir devem estar sempre com os cabos para o convidado. Se necessário, deve-se corrigir a posição dos mesmos depois que cada pessoa se serve. A travessa deve ser apresentada a um nível que facilite ao convidado servir-se sem maiores problemas.
4.Todas as travessas devem ser apresentadas sempre com uma toalha de serviço (um guardanapo grande também é apropriado), dobrada em quatro, sob as mesmas. Ela protege a mão do garçom do calor dos alimentos e oculta-a, se estes últimos estiverem sendo servidos em pratos de vidro. Para colocar e retirar pratos, ela não precisa ser usada.
5.Deve-se a encher os copos de água ou vinho sempre que estiverem vazios, sem retirá-los da mesa. O garçom deve conservar o guardanapo na mão esquerda para enxugar pingos ocasionais.
6.É indispensável a quem serve, que se movimente sem barulho e sem incomodar os convidados, que não devem ser tocados.
7.Os copos devem ser manuseados apenas em sua parte inferior, nunca pela boca. Outro ponto importante é evitar que o polegar apareça na borda do prato que se está colocando ou retirando.
8.Nunca se deve começar a retirar os pratos antes que todos os convidados já tenham acabado.
9.Quando chegar a hora de retirar, fazer primeiro com as travessas, depois os pratos e talheres usados, os copos e, por último, os talheres limpos, saleiros etc. Para recolher esses dois últimos itens, utilize uma bandeja.
Antes do jantar ser servido, algumas providências devem ser tomadas:

1.Os copos de água deverão ser cheios até 3/4 de sua capacidade.
2.Se forem usados pratinhos para pão e manteiga, em cada um deles deverá ser colocada uma porção de manteiga.
3.A cadeira deve ser disposta em frente a cada lugar, com a parte de frente do assento na direção da borda da mesa.
4.Se houver velas, deverão ser acesas.
5.No caso de ser servida alguma entrada (ostras, coquetéis de fruta ou de camarão, sopa, etc.) esta deverá ser colocada à mesa antes dos convidados sentarem.
6.Com a entrada, se for o caso, servem-se fatias de pão torrado ou bolachinhas

ETIQUETA - SERVINDO O PRATO PRINCIPAL


Servindo o prato principal:

Depois que todos já tiverem se servido da entrada, o garçom retira os pratos servidos e, no caso de sopa, o prato raso de serviço também. Os coquetéis já devem vir em recipientes próprios sob os quais se colocam pires que protegem o prato de serviço. No caso da sopa, o prato da mesma pode não estar muito limpo embaixo, sujando o prato de serviço. Se este estiver limpo, poderá voltar à mesa para servir o prato principal.

Em seguida, devem vir da cozinha, um a um, os pratos que substituirão os usados, colocando-os pela esquerda, na ordem em que vão ser servidos. Se, para facilitar o trabalho, for melhor trazer os pratos dois a dois, um deles ficará esperando na mesa auxiliar. Passa-se, então, ao serviço propriamente dito, com as normas já devidamente estabelecidas acima.

O vinho, se houver, vem depois de servido o prato, com o garçom enchendo primeiro o copo do dono da casa (o que evita que algum pedaço de rolha venha a cair no copo de algum convidado, propiciando, também, ao anfitrião, um exame antecipado da bebida que poderá ser recusada, se não estiver satisfatória). A senhora à direita do dono da casa será a próxima e assim por diante.

O procedimento para servir um segundo prato é idêntico, havendo, naturalmente, a necessidade de se remover os pratos usados.

Há quem goste de servir saladas com ou após o prato principal. Nesse caso, é melhor usar saladeiras pequenas, já servidas da cozinha, colocando-as ao lado esquerdo ou sobre o prato de serviço, conforme for o caso. Não esquecer, então, de colocar à mesa o garfo para salada, à esquerda do prato, antes do garfo de carne

ETIQUETA- COMO O VINHO É SERVIDO


As regras básicas são as seguintes:
O vinho branco, sempre servido bem gelado, acompanha os peixes e ostras. O tinto, servido à temperatura ambiente, acompanha a carne, caças, etc.

A seguir, um roteiro de como e com qual vinho se servem os seguintes pratos:
SOPA: - Xerez ou vinho madeira
MARISCOS E OUTROS CRUSTÁCEOS: - Vinho branco seco, verde ou ainda vinho branco doce
CARNES: - Conforme o tipo de carne, serve-se vinho tinto mais encorpado ou mais leve
À SOBREMESA: - Vinho do porto
AO CAFÉ: - Brandy (aguardente velha) e licores

quinta-feira, 2 de julho de 2009

ETIQUETA- SERVINDO A SOBREMESA


Servindo a sobremesa:

Removem-se os pratos de cada lugar com a mão esquerda ou, se houver pratos para pão, retira-se o prato de serviço com a direita e o do pão com a esquerda.

Saleiros, pimenteiros e talheres não utilizados são retirados com o auxilio de uma bandeja pequena. Se necessário, limpa-se ligeiramente a mesa com um guardanapo, enchendo-se em seguida os copos de água.

Em cada lugar serão colocados pratos e talheres para a sobremesa, passando-a, então, para que os convidados dela se sirvam.


Se a sobremesa for do tipo individual, pode vir servida da cozinha, com o talher colocado no próprio prato.

No caso de serem adotadas lavandas, encha os recipientes com água morna e limão. Se foi servido algo que o convidado tocou com os dedos (aspargos, alcachofra), água fria com pétalas de rosa ou uma flor pequenina são indicados. As lavandas vêm da cozinha colocadas no prato em que se vai servir a sobremesa, sobre toalhas pequeninas de linho. Os talheres de sobremesa a acompanham. O convidado retira os talheres e a lavanda, colocando-a, ainda sobre a toalhinha, à esquerda do lugar, e dispondo a colher à direita e o garfo à esquerda de seu prato.

A ordem dos últimos pratos de um jantar é a seguinte: queijo, sobremesa e frutas. Os queijos são servidos com pequenos pedaços de pão ou bolachas. As únicas sobremesas que podem ser apresentadas depois das frutas são os sorvetes. Mas isto não quer dizer que você precise servir estes três itens. Basta uma boa sobremesa e o seu jantar terá o êxito assegurado.

Apenas mais um lembrete. Se você pretende adotar o uso da lavanda e vai servir, além da sobremesa, frutas, a lavanda só deve aparecer quando o prato para as frutas vier substituir o de sobremesa.

ETIQUETA - ALMOÇO INFORMAL


ALMOÇO INFORMAL

Almoços não precisam de muita etiqueta. Um almoço deve ser uma refeição alegre e bem servida, mas com pouca formalidade.

Na arrumação da mesa tudo se permite: toalhas estampadas ou xadrez, cores únicas bem vivas, serviços americanos em linho cru, rafia, madeira e até mesmo plástico, se forem originais e de boa qualidade.

A fantasia se estende à louça. É a hora ideal para usar serviços pintados à mão, pratos de barro vidrado e as tão úteis louças plásticas, em cores vivas e padrões diferentes.

Talheres de linhas modernas ficam melhor em mesas assim concebidas. Os copos podem ser grossos, em cores vivas.


Os centros de mesa podem ser frutas e flores das mais variadas.

A colocação dos pratos, copos e talheres é a comum, determinada pelo que se vai servir. O prato para pão poderá ser usado para a salada, também.

Nada de velas, a menos que seja inverno e o aposento esteja escuro, o que não é comum. Os talheres de sobremesa virão com o prato servido ou por servir. Café à mesa ou fora dela, é indiferente.

Os almoços formais não são comuns. Umas poucas senhoras ainda usam convidar apenas mulheres para almoços formais, costume que vem desaparecendo. Para servi-los, as regras que regem um jantar formal são as mais indicadas.

ETIQUETA- CHÁ DAS CINCO




CHÁ DAS CINCO

Esse costume é muito britânico. Porém, um grupo de amigos reunidos e um chá, à tardinha, tem um encanto especial.

Se não são muitos os convidados, ele poderá ser servido no living, com o auxílio do tradicional carrinho de chá e de uma mesinha que poderá ser uma das mesas laterais do sofá. Se não há carrinho de chá, a mesa de centro da sala de estar pode ser utilizada.

Coloca-se o carrinho de chá ou a mesa auxiliar perto de uma poltrona ou sofá, de modo que a dona da casa possa sentar-se confortavelmente para servir. Ele não deve, também, estar muito longe da porta de entrada, pois poderá existir a necessidade de atender convidados retardatários. Sobre ele repousarão: o bule com chá quente, um jarro com água aquecida, uma leiteira com leite ou creme de leite fino, o açucareiro, um prato com rodelas de limão sobre o qual haverá um garfinho, xícaras, colheres e guardanapos. Se ainda houver lugar, um pequeno jarro com rosas dará um toque elegante.

O bule de chá, a jarra com água quente e a leiteira deverão estar do lado direito da bandeja, com suas asas viradas para quem serve. Se não há muito lugar, as xícaras poderão ser arrumadas duas a duas, com os pratinhos empilhados.

A dona da casa toma um guardanapo, a xícara com a respectiva colher e serve o açúcar, chá, leite ou limão, conforme o gosto do convidado, passando-lhe, então, a xícara já servida colocada sobre o guardanapo.

O convidado a recebe e dirige-se à outra mesa onde estarão dispostos os sanduíches, salgadinhos, torradas, docinhos e bolos. Aí empilhados haverá pratos de sobremesa com os respectivos talheres para o serviço.

No verão, pode-se servir chá quente ou gelado. Coloca-se, então, próximo à mesa ou ao carrinho de chá, uma bandeja com copos altos, colheres compridas, folhas de hortelã e rodelas de limão em pratinhos, um recipiente com cubos de gelo, uma pinça para retirá-los e um açucareiro. Se a dona da casa estiver servindo chá quente para outros convidados, sua filha ou amiga mais íntima se encarregará de servir o gelado, que nada mais é que chá quente colocado sobre os cubos de gelo, num copo apropriado. Açúcar, limão ou hortelã, são a gosto do convidado.

O chocolate pode ser servido como opção para os que não gostam de chá. Basta incluir um bule da bebida na bandeja e oferecê-la aos convidados.


Em todo jantar requintado que oferecemos em casa nos sentimos como se estivéssemos prontos para fazer um exame. Não se sinta um réu caso aconteça algo de errado pois isto só irá piorar as coisas. Nunca deixe de agendar e planejar tudo, porque o resultado pode ser desastroso se fizer do modo “a la brésilienne”, tudo na última hora!

Seja pontual – Os convidados podem se atrasar, com tolerância de 30 minutos, mas você sendo o(a) anfitrião(ã) jamais poderá se atrasar, pois não será nada agradável para os convidados pontuais. Portanto, na hora marcada, você já deve estar pronto e com tudo arrumado.
Comece servindo os drinks e os salgadinhos quando chegarem os primeiros convidados e espalhe tigelinhas de petiscos. Quanto à bebida, sirva, whiskie escocês, e para pessoas mais jovens e/ou pessoas que não bebam álcool, sirva refrigerantes, sucos, etc.
Se você tem cachorro, prenda-o. Muitos têm medo de cães e a maioria não gosta de ser cheirado e lambido. É muito constrangedor para o visitante quando um cão suja a roupa, ou deixe repleto de pêlos, e nota zero para os donos dos cães que dizem “Pode entrar, esse pitbull é manso!!”.
Evite demorar a servir o jantar para prolongar a festa, pois quando serví- lo, a maioria já terá perdido a fome com os salgadinhos e o estado etílico elevado de outros poderá ser desastroso. Se já ocorreu de convidados saírem logo após o jantar, evite fazer jantares em dia de semana como em plena segunda-feira. Procure ficar atento a esses detalhes e outros que possam desagradar o convidado.
A hora mais apropriada para servir o jantar é aproximadamente uma hora depois do horário marcado para a chegada, ou até uma hora e meia depois

ETIQUETA- QUANTIDADE E QUALIDADE






Para um jantar de mesa, o ideal é o mínimo de um casal e o máximo de 15 pessoas, dependendo do tamanho da mesa. Uma alternativa é então acomodá-los em mesas separadas, com 4 pessoas em cada.
Porém, no jantar americano, certifique-se que há assentos suficientes para todos os convidados, mesmo para aqueles que preferem ficar de pé.
Escolha pessoas que se dão bem e evite aquelas que gostam de fazer propaganda vendendo seus produtos de limpeza, jóias e bijuterias, o que pode ser embaraçoso para os outros convidados. Convide pessoas que gostam de conversar e evite chamar aquelas que já deram vexames com bebida, brigas ou outros.
Faça convites com antecedência porque chamando em cima da hora você corre o risco de perder muitos convidados e frustrar os seus planos. Ligue para as pessoas com um dia de antecedência, lembrando do evento.
Para jantares muito formais, manda-se convite impresso no qual consta o famoso R.S.P.V., que significa Répondez s’il vous plaît ( Responda, por favor ), mas para não complicar a cabeça de quem vai receber o convite, coloque em parênteses na nossa língua portuguesa mesmo.


Apresentação


Certamente haverá convidados que não se conhecem e cabe a você apresentá-los e ambientá-los na festa.
Apresenta-se sempre a pessoa menos à mais importante. A jovem, à mais velha. O homem, à mulher.
Use o sobrenome, menos para os mais jovens, pois o sobrenome poder ser um bom ponto de referência. Pronuncie claramente o nome e o sobrenome.
Cabe à pessoa mais importante, àquela que “recebe” a apresentação, fazer o primeiro gesto. Estender a mão, fazer um aceno, tudo isso vale.
Se você esqueceu o nome da pessoa, perguntar e pedir desculpas é o mais correto, mas poderá magoar o convidado. Procure decorar os nomes das pessoas que você convidou e nem cogite dar “crachás” para as pessoas.


O momento crucial, a mesa


Toalha de mesa é válida, mas evite toalhas com cores “escandalosas” ou com desenhos chamativos.
Sobre um prato raso, coloque um menor para a entrada e sobre esse prato, coloque um guardanapo dobrado sem muito exagero nas dobras. O guardanapo não é origami (dobraduras).
É você quem estabelece os lugares de um jantar sentado. À sua direita deve ficar o convidado de maior importância ( parece frescura, mas é assim mesmo ) e à sua esquerda, o segundo mais importante. Idem para as mulheres, em relação ao dono de casa. Os donos da casa podem sentar-se indiferentemente às cabeceiras, ou nas cadeiras mais ao centro, um de frente do outro.
Inicialmente, sirva vinho branco seco e gelado, acompanhando a entrada e o peixe ( caso for servido peixe ). O tinto sempre deve ser à temperatura do ambiente e é ideal para acompanhar as carnes. O champagne é usado como acompanhante da sobremesa ou vinho.
Para jantares americanos, ofereça o tinto e o branco, deixando que cada um escolha o que preferir.
Acrescentar frutas ao menu é uma delicadeza para aqueles que fazem regime, pois sempre há alguém fazendo regime.
Jamais repita os ingredientes, usando-o em mais de um prato, por exemplo creme de leite na sopa e no prato principal.
Evite repetir as receitas que tenham o mesmo princípio, como mousse salgado e na sobremesa mousse de frutas.
Leve em conta a temperatura. Sopa gelada no verão e pratos quentes no inverno.
O jantar americano é mais prático, pois você poderá fazer pratos diferentes e os convidados se servirão do que mais lhe agradar. Não esqueça a salada, mesmo que você não goste. O convidado é o mais importante.
Faça mais de um tipo de sobremesa, como mousses e saladas de frutas.


Os últimos arremates


O cafezinho é adequado para dar o ponto final no jantar e seria ideal tomá-lo na sala. A dona da casa deve servir o café em jantar de poucos convidados. Os licores são servidos pelo dono da casa, que atenderá primeiro as convidadas e depois os homens. Jamais ofereça café já servido e adoçado. Se quiser, sirva bombons juntamente com o café.
Se você perceber que numa roda a conversa está caindo, aproxime-se e puxe um assunto polêmico, será que falar de corrupção ajuda? Depende de quem estiver na rodinha. Nem pense em comentar sobre novela numa roda de pessoas de alto nível, pois não é rodinha de comadres.
Não dê atenção apenas para as mesmas pessoas, procure conversar um pouco com todas, cumprimentando e acenando. Sorria sempre para mostrar aos convidados que está muito satisfeito com a vinda de todos.
Jamais coloque música de fundo em volume alto demais. Isso poderá prejudicar a conversa entre os convidados. O mais acertado é deixar em volume suficiente para todos ouvirem, nem alto e nem baixo demais. E nada de pauleira! Se você comprou o novo cd de uma banda de heavy metal, deixe de lado!
Tente não demonstrar o cansaço. O que você pode fazer é não insistir no contrário, quando os convidados disserem que está na hora de ir embora.




Um dos detalhes mais importantes de um jantar ou almoço formal é a arrumação da mesa, além do que será servido.
É lógico que não convém você servir um sanduíche numa mesa com arrumação para um jantar formal, portanto, prepare a mesa de acordo com o que for servir.

Os copos, sempre à direita do prato principal, na ordem, a partir do copo mais próximo do prato: água, vinho tinto, vinho branco ( para o jantar ). O tamanho é decrescente e a disposição, em diagonal. Champagne, a taça ou flute deve ficar à direita do copo de água e um pouco mais adiante

Um arranjo de flores e velas sempre dá um ar mais festivo a sua mesa, mas utilize flores não muito chamativas para não roubar a atenção, pois o astro da noite é a mesa e a comida, use-os apenas para dar um toque.

A sopa, se houver, deve já estar servida quando os convidados se sentarem à mesa. O mesmo para a água. Um forro debaixo da toalha evita que escorregue; convém que seja da mesma cor, ou de cor semelhante.

No jantar americano, a comida já deverá estar na mesa quando os convidados começarem a se servir. Coloque do lado da mesa, pilhas de pratos, talheres lado a lado, guardanapos, para que o convidado possa pegar para se servir, e não deixe que faltem pratos.

ETIQUETA- DISPOSIÇÃO DA MESA



DISPOSIÇÃO DA MESA

Os lugares podem ser marcados com um pequeno cartão com o nome da pessoa e colocado logo acima do prato.Não havendo cartão, é a dona da casa que distribui os lugares.

TALHERES

A ordem dos talheres segue a ordem dos pratos a serem servidos.

ANFITRIÕES E CONVIDADOS

Os anfitriões devem ficar atentos, pois enquanto um dos convidados estiver comendo, eles devem acompanhá-lo, isto é, somente param de comer depois que todos já tenham terminado.

GUARDANAPOS

Os guardanapos não devem estar muito engomados, pois dificulta o manuseio, mas muito bem passados.

BEBIDAS

A bebida a ser servida deve combinar com os pratos que serão servidos. Considerando-se que este conhecimento é prévio, os copos serão colocados de acordo com a necessidade, isto é, se for servido peixe, como prato único, não há necessidade de colocar o copo para vinho tinto.

TOALHA DE MESA

A toalha da mesa deve estar bem passada e sem vincos. Observar a combinação da cor da toalha e da louça. Se a toalha for estampada, usar lousa lisa. Se for lisa, a louça pode ser desenhada. Porém, para uma recepção mais requintada, evite toalha estampada.


TAÇAS

Quanto maior for a haste de uma taça, mais formal ela é considerada. E as taças com haste alta são usadas em festas a rigor.

Repetir o prato

É falta de educação repetir um prato durante um jantar? Depende muito da ocasião: Em jantares formais, ou ainda, com serviço à francesa (como bodas e casamentos por exemplo) não devemos repetir o prato. Pois isso, atrapalharia na organização do evento. Em jantares informais, na casa de amigos não há problema algum em repetir o prato, aliás é até um elogio à anfitriã e a quem preparou o prato.

ETIQUETA- COMO ORGANIZAR FESTAS DE ANIVERSÁRIO


,
Como organizar festas de aniversário

Você pode preparar uma linda mesa de festa para acolher sua família e seus amigos. Para isso dê uma olhadinha nestas dicas.
O cálculo do bolo para um jantar com sobremesa é de mais ou menos 60grs. Por pessoa, já para um evento sem sobremesa é de 100grs por pessoa.
Quando servimos somente coquetel, deve-se contar de 15 a 18 salgados por pessoa; se servimos um prato quente com o coquetel, esta quantidade diminui para 12 a 15 salgados por pessoa, e se houver jantar completo, calcula-se uma média de 6 a 8 salgados por pessoa.( Essas quantidades são para eventos bem servidos ).
Para os docinhos quando são servidos depois da sobremesa, calcula-se três por pessoa; sem sobremesa calcula-se de 5 a 6 docinhos por pessoa.
Os vinhos são servidos durante a refeição.
Os brancos acompanham peixe e pratos que tenham sido preparados com vinho branco. Alguns combinam com as sobremesas e as frutas e, nesse caso, substituem os vinhos do Porto e os tipo Moscatel que são usados para encerrar as refeições). Os vinhos brancos são servidos frescos ou gelados mas quando são de grande classe não devem estar muito gelados para que não percam o sabor.
Os vinhos tintos acompanham carnes, ovos, queijos e aves e são servidos em temperatura ambiente.
Atenção: Nunca se bebe vinho com salada!
O vinho rosado deve ser servido bem fresco e nos dias quentes, podendo ser servido do começo ao fim da refeição. Se não for de grande classe, sirva bem gelado.
Se quiser servir champanha, ela deve ser seca e pode ser servida também como aperitivo.
O conhaque, as aguardentes e os licores são bebidas depois do café, ao final de qualquer das refeições.
Se a opção for por um almoço ou jantar com comida típica, procure usar decoração adequada criando todo um clima especial.


TEMAS PARA FESTAS

FESTA DO FAROL

Esta festa é ótima para quem gosta de muita paquera e divertimento. é o seguinte : compre adesivos ou fitinhas amarelo, verde e vermelho, quando os convidados entrarem deixa-os escolher sua cor correspondentes as intenções pessoais(amarelo=quem pensa antes de beijar;verde=quem beija de qualquer jeito; vermelho=quem não quer nada) ai é só caprichar na decoração

Bodas

01 Ano Bodas de Papel; 02 Anos Bodas de Algodão; 03 Anos Bodas de Couro; 04 Anos Bodas de Flores; 05 Anos Bodas de Madeira; 06 Anos Bodas de Ferro; 07 Anos Bodas de Latão; 08 Anos Bodas de Cobre; 09 Anos Bodas de Bronze; 10 Anos Bodas de Estanho; 11 Anos Bodas de Seda; 12 Anos Bodas de Renda; 14 Anos Bodas de Marfim; 15 Anos Bodas de Cristal; 20 Anos Bodas de Porcelana; 25 Anos Bodas de Prata; 30 Anos Bodas de Pérola; 35 Anos Bodas de Coral; 40 Anos Bodas de Rubi; 45 Anos Bodas de Safira; 50 Anos Bodas de Ouro; 55 Anos Bodas de Esmeralda; 60 Anos Bodas de Diamante;

Várias Festas

Festas Diversas. Promova festas com o cardápio como tema. A decoração e as roupas dos garçons poderão ser de acordo também: - do sorvete (sirva casquinha, sunday, milkshake, banana-split, etc.. Decore o espaço como uma lanchonete dos anos 1950) - do cachorro-quente (tente molhos e acompanhamentos diversos) - da pipoca (doce, salgada, com queijo, com bacon… Observe como os pipoqueiros se vestem e tente conseguir um carrinho de pipoca, destes que se alugam para festas. ) - do milho (ofereça polenta, canjica, broa, pamonha… Todo mundo vestido de espantalho? Decoração como um milharal, com palha espalhada no chão.) - da esfiha (carne, queijo, acelga… Árabes, turbantes, lenços coloridos.) - churrasco (nem precisa dizer…)

Faça um Carnolloween

Carnalloween: festa que mistura Halloween com Carnaval!Inove!Faça um Carnalloween, uma festa que mistura as assombrações americanas com o ziriguidum típico do carnaval brasileiro.Por êxtase do carnaval , coloque atrações tão típicas como mulatas do Plataforma, djs de música baiana e grupos de dança que misturam axé com salsa.A comida da festa, como não poderia deixar de ser, deve ter, salgadinhos brasileiros estarão disponíveis durante toda a festa, e os convidados poderão escolher entre três pratos típicos : moqueca de peixe, risoto de frango e beringela recheada com carne moida e mussarela.

Chá da Amizade

Chá da amizade. O convite pode ter o formato de xícara, de uma fatia de bolo, com data e local. O objetivo do encontro deve ser reencontrar os amigos A idéia é realizar no inverno. No verão pode-se fazer o “Suco da Amizade”. Deve-se ter um devocional sobre a amizade, corinhos sobre tema, sorteio de pequenos brindes (debaixo das xícaras cole com durex alguns vales-brindes). Faça correio da amizade.

Dia dos Namorados

Dia dos Namorados - 12 de junho ou data próxima. Fazer um jantar do amor . Pensar na decoração do ambiente, fundo musical. Pode-se premiar a carta mais romântica, mais antiga, a melhor foto do casal, etc. Pode-se também programar o “Dia dos Solitários”. Seria um encontro entre aqueles que não namoram. Pode ser na casa de alguém (cada um leva um pratinho) ou numa pizzaria ou algo do tipo.

Dicas de festas americana

Outra forma

Outra forma de fazer uma festa estilo americana é reunir os amigos e pedir pizzas rachando com eles o valor!Ou ainda, comprar tudo antes e rachar o importe que vai ser gasto.

Quem leva o que?

Homens levam bebidas , mulheres comidas. Sempre deixe expresso no convite.Se quiser organizar mais coloque especificamente o que é para levar: salgado, doce, refrigerante ou cerveja (se for o caso).

Convites

A idéia é não gastar: Pode fazer os convites no computador…quer uma idéia legal? Faça com aqueles programinhas que imprimem cartões de visita , em um papel mais grosso.Fica bem legal!

Como Funciona?

Na festa americana, cada um ajuda um pouco com a comida.É uma boa forma de economizar, mas podendo comemorar!

ETIQUETA- CONVITE PARA FESTA INFANTIL


CONVITES

Convite para Festa Infantil

Façam juntos a lista dos convidados, de acordo com o seu planejamento. Não se esqueça que os convites devem ser entregues com no mínimo uma semana de antecedência. Caso o seu filho já saiba escrever, estimule-o a preencher ou assinar os convites (se não forem muitos…). Se for possível, evite os convites comprados prontos, dê preferência àqueles personalizados ou artesanais. O seu bom gosto e criatividade já devem começar por aí.


POR TELEFONE OU IMPRESSO

Os convites para festas com até trinta pessoas, podem ser feitos por telefone. Para maior número de convidados há necessidade de um convite impresso.

IMPOSSIBILIDADE

Na impossibilidade de entregar pessoalmente os convites para os convidados de sua cidade, é aceitável que vocês enviem pelo correio ou contrate um empresa prestadora de serviços tipo moto - boy, desde de que antes do despacho, telefonem informando sobre a cerimonia, sutilmente solicitando desculpas e transparecendo a importância da presença dos convidados .

ENVELOPE PLÁSTICO

Nunca use envelope de plástico para entregar um convite em mãos.

NÃO USE

Não se usa mais as expressões Ilustríssimo, Excelentíssimo exceto quando o protocolo exigir. É o caso de príncipes, sacerdotes, chefes de estado. Para bispo use Sua Excelência Reverendíssima , no caso de chefe de Estado, use Sua Excelência; para um príncipe, Sua Alteza; para um juiz, Meritíssimo. Em qualquer um dos casos, deve-se escrever por extenso. Para uma senhora quando se usa o nome de batismo, diz-se Dona, Exemplo: Dona Anita Melo, e nunca Senhora Anita Melo. Ou então, quando se dirige ao casal. Senhor Luiz Silva e Senhora; Senhor Luiz Silva e família.

CONVITE DE CASAMENTO

Deve ser simples, folha única ou dupla, variando a qualidade do papel (opaline, tela, linho, vergê) nacional ou importado de acordo com o gosto, de e preferência branco ou creme. Deve constar impresso, geralmente em tinta preta e manuscrito, em cima à esquerda o nome do pai e logo abaixo o da mãe da noiva. Na mesma direção a direita o nome do pai e da mãe do noivo.

Idéias de convite p/ festa de aniversário:





SONHO

Hoje em dia não são todas as adolescentes que sonham com seu baile de debutante, muitas trocam por outros presentes e principalmente por viagens ; mas as que ainda conservam esse sonho, vale a pena realiza-lo, pois a vida ainda é capaz de brilhar por uma noite nessa idade.

BUFFET

O buffet se encarregará de ter alguém para lhe indicar durante a festa cada passo e hora das pompas habituais de uma festa de debutante para que você não precise se preocupar com relógio e possa recepcionar seus convidados tranqüilamente.

Escolha do Buffet

os convidados falarão bem ou mal da festa conforme a qualidade do serviço e dos pratos. visite os buffets, vá à 1 recepção deles. faça no mínimo 3 degustações completas: a qualidade muda muito de 1 lugar para outro. Não se iluda com preços baixos: a qualidade será inferior! garçons por convidado: 1 garçon p/ 18 convidados (franco-americano) e 1 p/ 12-15 convidados (inglês ou francês), se não o prato e ou salgados não chegarão em seu convidado. forma de pagamento: alguns parcelam em 18x c/ taxa baixíssimas, outros em 10x s/ juros e outros cobram juros altos! quem pagará os 10% a + ? quantidade de salgados, canapés e doces por convidados, o que está incluso no serviço e etc. estou à disposição.

Veja o quanto vai gastar

Decida o tipo de festa , faça o orçamento.Ponha as contas no papel e veja até que ponto é possível compromete seu bolso sem ter dor de cabeça depois.

Cuidados aos escolher um buffet

Se a comemoração será realizada em um buffet especializado , tome alguns cuidados:1- Busque recomendação com os amigos e parentes. Caso contrário, verifique a possibilidade de degustação. Na hora da festa não haverá mais chance de mudar nada que o desagrade.2- Verifique as variedades e quantidades de bebidas e alimentos que serão oferecidos e, principalmente, que tudo o que foi combinado conste por escrito no contrato 3- Pergunte no buffet sobre alguma restrição quanto a decoração , utilização de fontes de energia (para fotos e filmagens) bem como os horários para montagem e desmontagem.

Mais dicas para festa infantil

Após a escolha do tema, compre o material descartável: copinhos, pratinhos, garfinhos e guardanapos. Com tudo bem planejado você vai poder curtir com muita tranqüilidade cada minuto da festa. Para evitar qualquer transtorno, prepare aproximadamente 10% a mais de lembrancinhas, além das crianças convidadas. Decidam sobre os salgados, doces e bebidas. Não se esqueça de que trata-se de uma festa infantil e que por isso, os refrigerantes também merecem um lugarzinho no freezer.

Como organizar a Festa da Criançada I

Festa exige alegria, imaginação e muita disposição. Por isso mesmo, saiba organizar a sua festinha infantil: o trabalho fica menor e o cansaço irrelevante. Para começar, a criança tem que participar da organização e sentir-se útil e responsável por alguns detalhes, o que irá depender, é claro, da sua idade.

Como organizar a Festa da Criançada II

Escolham juntos o tema da festa e as brincadeiras que serão organizadas no dia, o que naturalmente depende da idade da criança. Tenha o cuidado de pesquisar os preços e opções de temas e animações antes de conversar com o seu filho e, principalmente, antes de levá-lo a qualquer casa de festas. Isto para evitar desapontá-lo ao dizer que mamãe não pode lhe dar de presente esta magnífica e caríssima festa do Hércules que você escolheu . Deixe-o escolher sim, mas dentro do seu orçamento.Uma idéia é alugar cama- elástica, ou se a criançada for menor de 5 anos contratar um animador de festas, vestido de palhaço para fazer mágicas, palhaçadas, etc.

Recepção

Outra dica importante é sobre a quantidade de convidados. No convite você pode colocar um lembrete dizendo para confirmar presença com 1 hora de antecedência e não esquecendo de deixar o seu telefone de contato para a confirmação da presença, e não esquecendo também de colocar em anexo no convite grande, convites individuais de acordo com tanto de pessoas que você pretende convidar. Isso evita que a mãe de uma criança leve a tia com os sobrinhos que chegaram do interior. E jamais fique na portaria com os seguranças recebendo os convidados, pois isso evita de chegar alguém te pedindo para entrar e você será obrigada a deixar, para não ficar sem graça. E também nunca fique atendendo os telefones de confirmação de presença pois pode acontecer o mesmo de alguém te pedir para levar alguém a mais. Mais se você ver que a festa vai ser um fracasso e que a maior parte dos convidados arrumaram uma desculpa de ultima hora para não comparecer à festa, ai você libera para tias, sobrinhos, avós, avôs… pelo menos não sobra aquele mundo de comidas e a festa não fica vazia.

Não se esqueça da recepcionista e a fantasia que ela irá vestir. Tipo sua filha quer a festa no estilo “Branca de neve”, ou seu filho quer do “Super- Homem” que ai no caso será um recepcionista homem que irá se vestir de Super- Homem, e não se esqueça do caderno de presença que os convidados devem assinar e quem cuidará do caderno é a recepcionista, se for uma festa grande em clube ou um salão de festas não se esqueça que o segurança é importantíssimo para evitar que algum bêbedo tente entrar na festa e atrapalhar a festa.

CASO NÃO POSSA

Se você não puder contratar um buffet, procure um espaço que você tenha certeza que irá acomodar seus convidados ou convide apenas o número de pessoas que ficarão bem acomodados no espaço que você já possui e então poderá alugar mesas e cadeiras e até mesmo toalha e todo material necessário para poder servir seus convidados. Deverá então procurar um decorador e também contratar alguém para fazer os salgados bolos e doces ou encomendar de pessoas especializadas.

DECORAÇÃO DELICADA

Na decoração use de preferência flores delicadas que podem variar do branco ao marfim, champagne ou salmão isto serve para as toalhas também.

O QUE SERVIR

Você poderá servir somente um coquetel ou um coquetel com prato quente, isso dependerá de sua disponibilidade financeira.

Decoração de festas

Cada evento tem o seu propósito e deve ser decorado com arranjos adequados a ele. No caso de um almoço, prefira um arranjo em tons claros, que pode ser sofisticado ou casual. Para reuniões, ou encontros mais sérios prefira arranjos que transmitam calma, sendo discretos e de forma elaborada com um toque de elegância, tornando o ambiente mais propício a comunicação. No caso de um arranjo para mesa de buffet, as flores podem e devem ter uma certa fragrância que dissipe do ar o cheiro característico de ambientes fechados para que não se perca o aroma dos pratos servidos. Em todos os casos é importante que o cliente tenha uma certa cumplicidade com o arranjo solicitado, pois as flores demostram as características de quem as compra. Ou seja, nada de flores coloridas ou muito exageradas.

ENFEITANDO A MESA

Você pode colocar algumas velas para enfeitar (só em casos em que a festa de noite). Mas cuidado, a mesa não pode ter muitos objetos,pois além de ficar com uma aparência carregada,faltará espaço para os objetos mais importantes.

BOM SENSO

Você pode receber muito bem os convidados usando aquilo que se tem, o importante é ter bom senso, na arrumação de uma mesa o importante não é a ostentação e o luxo e sim saber o que combina, preparar os alimentos com qualidade, optar pelo serviço dependendo de cada ocasião. Um exemplo de deselegância é misturar louças, metais e cristais diferentes, o bom senso é a solução. Um exemplo de elegância: Porcelanas lisas e brancas caem muito bem com toalhas estampadas e vice-versa. Guardanapos de papel só pega bem em recepções descontraídas

Garçons

È muito importante que os garçons estejam vestidos todos iguais e de acordo com o tema da festa, e que sejam profissionais. Mesmo que o buffet seja preparado por você, não adianta pagar uma gorjeta para seu vizinho ou sobrinho que nunca servirão nada em uma bandeja, e também não é tão caro estes serviços de garçons. E para que você não preocupe com nada no dia da festa deixe pelo menos duas mulheres na cozinha para enxerem as bandejas, para os garçons servirem.

ETIQUETA - CADA OCASIÃO UMA ROUPA


Cada ocasião uma roupa

Como se vestir

Jeans e casamento não se casam

Gente por favor não cometam a gafe de ir em um casamento por mais simples que ele seja de jeans, fica até constrangedor para os demais convidados.


BRILHOS E RENDAS NO NATAL

Como todo ano, os vestidos são a grande pedida da moda, mas cada um no seu estilo. O comprimento dos modelos não ultrapassam os joelhos e as rendas e brilhos vão ser o que há. As cores que pegam são o tradicional vermelho e o dourado e nesse ano, o azul, preto, branco e as cores cítricas estão com tudo. Lembrando que os pés vão estar à mostra e bem cuidados, não é?

CONFORTÁVEL

Vista o que vestir, garanta que fica confortável nas suas roupas. Se não sabe como comportar-se numa mini-saia e sapatos de salto alto, escolha calça. Se ficar doido quando usa gravata, deixe-a na gaveta e use uma boa camisa.

TRAJE ESPORTE


Para os homens, significa sem gravata. Dependendo do caso, dá até pra usar jeans, tênis ou caprichar um pouco, dispensando a gravata, mas não o blazer e a camisa. Para as mulheres, esporte significa tecidos mais rústicos, sapatos baixos (ou não), saia e blusa, calças compridas liberadas- ou até um pretinho mais caprichado, com uma bijuteria descolada.

TRAJE PASSEIO


Para os homens, um blazer com calça social, camisas em cores muito claras, gravatas mais divertidas (é a gravata em sua versão informal). Para as mulheres , vestido ou tailleur, sapatos de salto entre médio e alto, bolsas médias (nada de sacolas ou mochilas) e um visual mais cuidado. Em tempo: traje passeio é o que no Brasil, erradamente, algumas pessoas insistem em chamar de “esporte fino”. Isso não existe! Para que inventar?

PASSEIO COMPLETO


Para os homens, quer dizer terno escuro e mais formal (de preferencia azul- marinho bem, escuro ou grafite, mas nada de preto), com camisa social branca ou azul muito clara, e uma gravata de estampas discretas. As mulheres devem usar tecidos mais nobres, como crepe, seda, veludo e brocado, mas com discrição. Brilhos, bordados e transparências devem ser usados com parcimônia e dependendo da ocasião.

A RIGOR (ou black- tie )


Para os homens: smoking e, como diz o nome, gravata- borboleta preta, sem ceder as tentações de faixa e gravata em cetim violeta, azul ou prata. O black- tie para mulheres, ao contrario do que se pensa , não as obriga a sair em busca de um vestido longo. Dá até pra usar, mas não é obrigatório. Porém, os modelos devem ser mais trabalhados, podem ter brilhos, transparências, decotes e fendas mais pronunciadas. Pantalonas largas, de tecidos nobres, também são corretíssimas nessas ocasiões.

GALA


Para os homens, casaca- paletó preto com cauda bipartida, gravata- borboleta branca e camisa de colarinho alto com as pontas viradas. Para as mulheres, vestidos longos, abaixo do tornozelo, e nada de conjuntos de saia e blusa, por mais elaborados que seja o tecido.

Dicas de Presente

DÚVIDA CRUEL

Levar um presente quando somos convidados é sempre um gesto amável e necessário. Na dúvida sobre o que levar, escolha presentes mais universais, como flores, bombons e livros. De acordo com o grau de intimidade, os presentes podem variar de objetos para uso doméstico ( como cinzeiro ou vasos ) ou até alguma raridade gastronômica. Que amante da boa mesa não gostaria de ganha um vidro de tartufo?

ESCOLHENDO

Escolha o presente mesclando o seu gosto com o gosto da pessoa que vai ser presenteada. O tipo de presente também vai variar conforme a sua intimidade com o presenteado.

ROUPAS

Em caso de presentear com roupas, certifique-se do tamanho exato e cor preferida. Trocar um presente não é das tarefas mais agradáveis.

NÃO FORCE A BARRA

Presenteie com consciência de suas possibilidades financeiras. Não pense que só presentes caros podem expressar o quanto você gosta da pessoa. As vezes pequenas lembranças são mais recordadas do que grandes presentes.

TROCA

Em caso de necessidade de troca disponha-se para ir na loja do presente comprado para efetuar a substituição

ETIQUETA- CONVÍVIO SOCIAL




Convívio Social - algumas regras de etiqueta

Apresentação

1. Sempre se apresenta o homem à mulher. Todavia, tratando-se de um religioso, a mulher deverá ser apresentada.

2. Apresenta-se uma pessoa mais moça a uma mais idosa, e a solteira à casada.

3. A mulher deverá estender a mão, antes que o faça o homem que lhe foi apresentado. No entanto, se a pessoa apresentada se limitar a um outro cumprimento, deverá ser correspondido do mesmo modo (exemplo: ligeira inclinação de cabeça).

4. A mulher, em sociedade, nunca se levanta ao ser apresentada a outra mulher, com exceção se esta for a anfitriã ou uma senhora de idade.

5. Os anfitriões não necessitam apresentar todos os convidados entre si, no caso de uma recepção de grandes proporções. Basta apresentar alguns à chegada. E num coquetel usa-se a mesma praxe.

6. O convidado de honra, numa recepção de cerimônia, é apresentado a todos os convidados e deverá ficar ao lado da anfitriã, à entrada e de pé.


Casamentos

Os convites - impressos em cartões de formato grande, duplo ou simples, conforme a elegância da cerimônia o exigir - são distribuídos com trinta dias de antecedência, para que os convidados não assumam outros compromissos. Atenção: as frases como “os noivos receberão os cumprimentos na igreja” são inteiramente indelicadas. Se a recepção é só para alguns convidados após a cerimônia na igreja, estes receberão um convite especial que deve ser colocado no envelope.

A cerimônia do casamento tradicional se mantém, com poucas variações, embora com alguns modismos. Permanece, por exemplo, a presença de duas meninas, ou de um menino, ou de um menino e uma menina, que procedem a noiva na entrada da igreja.

Na sacristia, os noivos, ao receberem os cumprimentos, colocam-se entre seus pais e avós. Os convidados devem limitar suas palavras, evitando efusões por demais cansativas. Cumprimentam-se os membros da família quando não conhecidos, com uma ligeira inclinação de cabeça.

Na recepção, os noivos ou seus pais agradecem a cada convidado os presentes ou flores recebidos, Isto não dispensa o casal de manifestar os agradecimentos por escrito, logo ao chegar da viagem de núpcias. A decoração das mesas deve ser requintada, reservando-se um lugar especial para o bolo clássico. Evitar os enfeites de noivinhos, bonequinhos ou pombinhos, de gosto mais do que duvidoso.

Uma inovação: tornou-se costume elegante convidar dois, três ou mais casais de padrinhos de cada noivo. É uma forma simpática de homenagear um maior número de familiares ou amigos.

ETIQUETA


Etiqueta é um conjunto de regras cerimoniosas de trato entre as pessoas e que são estabelecidas a partir do bom senso e do bom gosto.
Diferentemente do que muita gente pensa, essas regras não são privilégios de determinada classe social; qualquer pessoa pode aprendê-las e fazer delas uma ferramenta a seu favor.
É importante considerar que nesse mundo altamente competitivo, a pessoa que cultiva os bons modos tem mais chances de ascensão pessoal e profissional. Todo homem bem-sucedido sabe disso. Esse tipo de comportamento — fino e de bom gosto — com certeza faz a diferença entre o sucesso e o fracasso; entre avançar ou ficar para trás.
Neste manual, você vai ver como a autoconfiança e a elegância — tanto na maneira de se vestir, como na postura e apresentação pessoal — podem melhorar a sua imagem, abrindo as portas de um novo mundo. Você também vai saber, de forma precisa e adequada, como se comportar em diversas situações, desde as mais complicadas às mais comuns no cotidiano profissional, e como evitar aqueles “descuidos” que podem comprometer a sua carreira.
Aprenda e siga essas regras. E se mesmo assim, em qualquer
momento, bater uma dúvida, lembre-se que ser gentil, sincero e atencioso, é a regra-mestre para granjear respeito e confiança.

ETIQUETA - AS GAFES


AS GAFES


As gafes em reuniões e almoços de negócios são muito comuns, até entre os executivos mais experientes.
A palavra “gafe” vem do francês Gaffeur, que nada mais é do que a pessoa que comete gafe. Existem três tipos de pessoas que cometem gafes: os que assumem, os que disfarçam e os que tentam remediar. Ao contrário do que muita gente pensa, não se deve tentar consertar uma gafe. Gafe cometida, gafe assumida. Porque, ao tentar consertar, a tendência é piorar a situação ainda mais.
Elas geralmente acontecem por falta de bom senso ou porque a pessoa valoriza coisas que o outro não valoriza, ou ainda porque despreza algum detalhe que o outro valoriza demais. É por isso que afirmamos que a prudência e o bom senso são armas infalíveis para evitar as gafes.

“Se cometer uma gafe, o melhor é deixar ela passar. Porque pior é tentar consertar.”

ETIQUETA -O APERTO DE MÃO


O APERTO DE MÃOS

O aperto de mão é uma forma de cumprimento que deve obedecer a algumas regras de etiqueta, já que pode dizer muita coisa a respeito de uma pessoa.
Diz a etiqueta que a pessoa mais jovem não estende a mão até que a pessoa mais velha o faça, assim como um homem também não deve estender a mão para uma mulher. Mas se alguém nos estende a mão em situação que esteja infringindo alguma regra de cumprimentos, não deve ser recusado. Uma lei que deve ser respeitada por todos diz que nenhuma mão estendida pode ficar no ar.


- Para evitar gafes, e como os costumes variam de sociedade para sociedade, o mais conveniente é um cumprimento rápido, sem força demasiada e sem movimentos truculentos.
- Mas até com o simples aperto de mão precisamos tomar cuidado. Isso porque, na Ásia e no Oriente Médio, não se aperta a mão quando se cumprimenta alguém, pois isso é interpretado como um gesto agressivo.
- Já nos países islâmicos, estender a mão para uma mulher é altamente ofensivo.
- No Japão, como em outros países asiáticos, curvar-se diante de outra pessoa, é uma reverência que corresponde a um aperto de mão, com a particularidade de que a pessoa de status inferior curva-se antes e mais baixo.
- Os tailandeses e os hindus mais tradicionais também não cumprimentam apertando a mão. Eles colocam as mãos unidas sobre o peito e se curvam diante do outro.
Você que viaja, precisa atentar muito para estes detalhes.

Observe também:

O bom senso recomenda que devemos estar sempre atentos a determinadas particularidades típicas de grupos e até mesmo nações. Por exemplo:

- Chamar alguém esticando o indicador curvado é, em muitos lugares, ofensivo. Para nós brasileiros, é, no mínimo, indelicado.
- Já o sinal de OK feito com o indicador e o polegar unidos, que no Brasil é um sinal obsceno, na maioria dos países é absolutamente natural.
- Na Bulgária, as pessoas balançam a cabeça de um lado para o outro para dizer sim, ao invés de não.
- Tocar as pessoas com as mãos não é aconselhável se você estiver nos Estados Unidos. Já no mundo Árabe, segurar a mão de um homem — e até andar de mãos dadas — é prova de amizade e respeito.
Mas há outros detalhes com relação à postura que devem ser observados, veja:
- Ficar em pé, com as costas retas e o queixo erguido é a própria imagem da autoconfiança e da ambição.
- As mãos para trás — na hora em que você não sabe o que fazer com elas — é atitude que também passa a idéia de elegância e autoridade. Além do mais, é muito melhor do que enfiá-las no bolso.
- Cruzar os braços sobre o peito pode passar uma imagem defensiva ou de desacordo.
- Durante uma conversa, um bom sinal de que você está interessado e prestando atenção no que ouve, é inclinar-se ligeiramente para a frente e reagir ao que o outro disser com um leve meneio de cabeça ou um sorriso discreto.
- Olhar a outra pessoa nos olhos enquanto conversa é sinal de
interesse. Mas cuidado para não chegar ao extremo de olhar fixamente, pois isso pode denotar arrogância ou desafio.
Todas essas dicas se prestam tanto na vida social como na profissional. Vamos ver então outros cuidados que devem ser tomados:
- Bater a mão contra a de um colega que passa pelo corredor, é aceitável. Porém, se quem passa é um cliente, um superior ou uma mulher, esse cumprimento é inadequado. Nesse caso, um “Olá! Como vai?” pega muito melhor.
- Se você vem com um grupo pela rua e percebe um amigo vindo em sua direção para cumprimentá-lo, dita a regra que você não é obrigado a parar para apresentar todos a essa pessoa.

Você pode parar, falar rapidamente com ela, enquanto o grupo segue em frente. Quando você acabar, vá atrás deles.